29 dezembro 2007

O MAU-OLHADO CONTINUA

.
.
---E que tal terminar o ano com uma volta na Serra de Valongo?
.
---
Foi assim que o meu amigo Marito começou a tentar convencer-nos a levantar cedo neste sábado, com o intuito de pedalar pelas serras de Santa Justa e Pias, em Valongo e num trilho novo, com os experientes guias locais: os sprinters Vitó, Valter e o Rui.

---O problema foi que o Marito se esqueceu de avisar que os sprinters decidiram à última da hora ficar na caminha, provavelmente com receio dos “alucinantes andamentos” da primeira linha dos elementos do ECOBIKE, que aceitaram o convite.
.
---
Deste modo e uma vez que o Marito, por onde quer que passe de bicla, é incapaz de memorizar o trajecto (natural para quem passou a recruta enfiado no submarino da marinha portuguesa a descascar batatas), dai que, independentemente de já ter efectuado o referido passeio por diversas ocasiões, não nos restou alternativa senão de percorrer os trilhos do I passeio realizado naquele local, no dia 25 de Abril deste ano, o qual foi organizado pelo ECOBIKE e pelo SPRINTVELOCETEAM em conjunto.
.
---
E assim lá tive de largar almofada bem cedo para mais um dia de puro btt!
.
---
Quer dizer... pensava eu!
.
---
No alto de Valongo, comparecemos os “quatro ases de Freamunde” e um elemento novo, mas sempre bem-vindo a estas andanças, o Pedro Silva (sun).
.
---A manhã foi-se revelando com algum nevoeiro e muito frio, só faltou a chuva para complicar a tarefa de enfrentar as pedras soltas dos trilhos e terminar assim em beleza o ano.
.
---
A provar que este desporto cada vez mais se está a tornar elitista e com alguns praticantes um pouco abichanados, foram as conversas iniciais do Marito, do J.P. e do Dr. Zé, em que abordavam aquisição da bicla nova do Zé, nomeadamente o seu peso e as futuras “operações cirúrgicas”, para lhe retirar mais umas gramitas ao seu peso total, talvez a custa de uma lipoaspiração ou lifting milionário.
.
---Longe vai o tempo em que era preciso ter pernas para "dar cartas" nas bicicletas, agora alguns acham que basta comprar a mais recente maquina e equipada com os melhores acessórios e nasce mais um campeão.
.
---Mas será este o verdadeiro espírito do btt?
.
---Era só o que faltava, os outros com conversas abichanadas e eu com filosofias da treta!
.
---Continuando o que interessa, os meus amigos evoluíram no tema, passando desta vez aos polares que o Marito e J.P., tinham comprado e as suas características técnicas.
.
---
O inicio do passeio decorreu por trilhos sem grandes dificuldades técnicas, o que era sinonimo de velocidade elevada, que diminuía a espaços para uma foto ou para duas de letra, para animar as hostes e de quando em vez voltar aos temas iniciais, para surpresa do Pedro, que via mais conversa que momentos de btt.
.
---
A maior dificuldade surgiu mais ao menos a meio do passeio, por volta dos 10km, uma pequena subida, mas de inclinação acentuada, em que ninguém conseguiu chegar ao topo sem desmontar.
.
.
---Quando me preparava para dar azo a minha faceta de descobridor e penetrava por um trilho para nós desconhecido, a máquina pregou-me mais uma desfeita, desta vez foi o cadeado que cedeu.
.
Como as boxes ainda ficavam longe e nenhum dos pilotos veio preparado com a ferramenta necessário para solucionar esta avaria, ainda se tentou tipo Macgyer colocar o elo no sitio utilizando uma pedra como martelo, mas nada feito.

---Assim, alternativa foi regressar a empurrar a burra.
.
---
Enquanto isso os outros continuaram o passeio, apesar de se mostrarem solidários em me acompanhar, mas tal não era necessário, porque no fim voltavam-se a cruzar comigo.
.
---
Depois de sair da serra, já seguíamos novamente todos juntos, e assim continuamos, porque fui sendo empurrado, quase até ao alto de Valongo.
.
---Finalmente, chegou o “carro vassoura”, conduzido pelo sprint Rui, que me deu boleia até local da concentração e terminou com o martírio do Zé, que me vinha a rebocar.
.
.

9 comentários:

Vitor Silva disse...

Este final pode não ter muita piada, mas depois do última gracinha do Marito, tinha de lhe pagar na mesma moeda.aaahhh
Um final diferente para esta cronica.
abraço

Anónimo disse...

quando as pernas não aguentam, arranjam-se avarias.
Verdade sejo dita que o meu sentido de orientação não é dos melhores, mas quem sabe se não passa de uma táctica para os meus amigos me oferecerem um GPS.
Com tanto equipamento sofisticado, a malta quase parece astronautas.
para acabar a festa cheguei a casa e reparei que tinha um furo, primeira avaria na monha "Merida".
Venha mais um passeio e se possível antes do dia 09.
Com tentos treinos quem vai pagar a factura é o gigantones, que vai comer pó o passeio todo.
Um abraço
Márito

VITOKOROV disse...

Venho por este meio pedir desculpa aos meus amigos que enviaram comentários para esta crónica e não estão aqui publicados, este lapso deveu-se ao facto de estar cheio de sono quando estava a moderar os comentários e em vez de carregar na tecla de publicar foi na de recusar.
Por isso vou aproveitar para responder a dois deles:
ao Paulinho - o único que me rebocou foi o Dr. Zé, o Marito e V. Ex.ª empurraram-me.
A tarefa de empurrar um camelo de 87kg foi penosa para todos e eu agradeci no geral, mas para que não restem dúvidas o meu OBRGIGADO, que se estende também ao Rui Almeida (sprinter) que acabou por se levantar antes do almoço ou melhor conseguiu fugir as tarefas domésticas para me dar boleia e dar duas-de-letra com o pessoal.
- Ao Marito, agradeço a ideia do álbum fotográfico acerca dos melhores momentos de 2007, mas para isso todos devem contribuir, dando ideias sobre as fotos, sobre comentários a colocar nas mesmas, etc, para ficar mais rico e não acontecer como o de Santiago, em que podia esperar sentado pela frase do Valente e do gigantones.

Anónimo disse...

K lindos meninos de colants!
Mas não eram 5?
foto muito entgraçada
ass. DRAGON BALL

O profissional disse...

Para os lados do Porto, Gaia, Valongo e outras localidades das proximidades, é só treta! Quando se marca um treino a sério ninguém aparece. Aliás, somente o bravo biker leite apareceu. Fico eternamente a aguardar pela presença dos bravos bikers do distrito do Porto, para um treino/passeio na minha zona. Luís.

cobertor disse...

Gostas mesmo que eu te empurre. Sempre preferiste sentir-me nas costinhas a bafejar-te o cangote. Ass. o teu cobertor.

O inconveniente disse...

O DVD de Santiago de Compostela 2007, está espetacular. Pena é que ainda não tenha sido devidamente distribuido pelos participantes. Ass. aquele que é realmente inconveniente.

vitokorov disse...

Olha o nosso amigo Luís decidiu aparecer para nos desafiar, mas só depois de intensos treinos com ciclistas de estrada profissionais, mas desconhece é que vai ter luta até ao fim, pois o Dr. Zé anda a fazer transfusões de sangue nas suas constantes idas à Serra da Estrela.
E já agora quem se acobardou à última foram os dois Almeidas.
Mas no dia 9 vamos ver a qualidade dos atletas, espero é que tenhas programado um percurso interessante.
Abraço

Lean disse...

Ppovo a manutenção da bicicleta é para ser feita no final de cada treino.
Estou quase pronto para vos desafiar...
Bom Ano 2008