30 março 2008

MARGENS DO LIMA

-----Estavam reunidas as condições necessárias para um excelente dia andar de bicla.
--- Companhia fantástica;
--- Tempo ideal;
--- Paisagens deslumbrantes;
--- Terreno para todos os gostos.



-----Assim, pelas 09h50, na freguesia da Seara - Ponte de Lima, dê-mos início ao passeio, organizado ao pormenor pelo nosso amigo Calheiros, que não se esqueceu das indicações para o local da partida, com uma pequena graça, que apenas nos conhecíamos (DASDIC).
.
-----
Percorremos as margens do rio Lima, pela Ecovia de Ponte de Lima (devidamente sinalizada), pelos campos de cultivo, muito enlameados, das chuvas dos últimos dias.











.













-----Em Viana do Castelo atravessamos a velhinha, mas recentemente restaurada, ponte Eiffel (da autoria do engenheiro Gustave Eiffel, uma ponte rodo-ferroviária inaugurada em 30 de Junho de 1878 por Fontes Pereira de Melo, que veio substituir a velha e perigosa ponte de madeira. Permitiu assim, a chegada do Caminho-de-ferro até à Cidade. Tem o 562 mt comp., em dois pisos, o espírito visionário do Eiffel criando uma estrutura que mais de cem anos depois se mantêm com uma das principais vias de comunicação à cidade) e ao chegar ao centro da cidade o Rui Rocha, resolveu presentear-nos com um bailado moderno e inovador na sua bicla, mas com um desfecho inesperado, pois acabou a varrer o chão. Felizmente não sofreu grandes danos físicos, foi mais a vergonha de cair à frente de uma assistência numerosa, que fez com que rapidamente seguíssemos destino.
.
-----
Embora esta tenha sido a queda mais aparatosa, ao longo do passeio, não foi a única, quase todos caíram, um na lama, outro nas silvas, outro a "sacar um cavalo", etc, com esta qualidade de artistas ninguém se ficou a rir...
.
-----
Por esta altura, ao passar pelas residências facilmente nos apercebíamos do cheirinho a comida, que nos deixou a chorar por um bom petisco acompanhado de um refresco (pinga da casa), mas apesar das insistências minhas e do Valente o organizador não cedeu, porque não tinha previsto uma paragem cultural numa tasquinha da região e estávamos atrasados para o almoço.
.
-----
O regresso foi feito pela margem oposta, no mesmo tipo de terreno e paisagens, mas sem ecovia, a não ser quase a chegar à cidade.
.
-----
Após quarenta e tal quilómetros, as irregularidades do terreno e a lama foram fazendo mossa e forças começaram a escassear em dois elementos do grupo, que há anos não pegavam na bicicleta, mas com uma pequenina ajuda, todos chegamos ao destino com 60km nas pernas e quatro horas de pedaladas.
.
-----
Depois de lavar as bikes e do banhinho, pelas 15h30, fomos almoçar na companhia das esposas, filhos e de outros amigos, que nos deram o prazer das suas companhias à mesa.
.
-----
O arroz de sarrabulho prato tipico do Minho, estava muito bem confeccionado, pelo que foi vê-los repetir as doses.
.



.


GPSies - Nas margens do Lima
.
.






.............................................click no centro da foto.



-----O nosso tarantino não teve tempo para produzir o filme do passeio, por se encontrar com a cabeça nas belas italianas, por isso brevemente publicamos o filme do passeio.
.
.
VISITEM PONTE DE LIMA:
.

» http://www.cm-pontedelima.pt/

» http://www.lagoas.cm-pontedelima.pt/

» http://pt.wikipedia.org/wiki/Ponte_de_Lima

»http://www.360portugal.com/Distritos.QTVR/Viana.VR/vilas.cidades/Ponte_de_Lima/index.html

» http://www.pontelima.blogspot.com/

.

3 comentários:

ARTUR ROMERO disse...

AFINAL PORQUE NÃO ME CONVIDARAM? E AOS OUTROS?

ecobike - v.s. disse...

caro amigo romero este passeio destinou-se apenas a um grupo de colegas, que trabalham no mesmo escritório, tendo alguns levado as suas familias, pelo que não foi aberto a outros elementos ecobike a excepção do gigantones que fez-se de convidado...
até próxima amigo.

ecobike - v.s. disse...

caro amigo romero este passeio destinou-se apenas a um grupo de colegas, que trabalham no mesmo escritório, tendo alguns levado as suas familias, pelo que não foi aberto a outros elementos ecobike a excepção do gigantones que fez-se de convidado...
até próxima amigo.