22 fevereiro 2009

MUSAS DO CARNAVAL

.
-----
O Carnaval já lá vai, mas esta semana deram-me uma foto extraordinária dos nossos "atletas", residentes na cidade de Vila Nova de Gaia, durante o desfile do corso carnavalesco, em que participaram como rainhas das suas freguesias.
.
-----
Infelizmente não temos mais fotografias e a qualidade da foto é fraca, mas mesmo assim consegue-se reconhecer perfeitamente as nossas meninas.

-----No entanto, para que não restem dúvidas, da esquerda para direita do observador:
-
Gigantones (Santa Marinha); Dr. Zé (Canelas); Marito (Canidelo); Valente Compostela (Mafamude) e em baixo Santiago (Avintes).
.
-----
Parabéns pelo espírito de Carnaval e pelas mascaras que vos ficavam a matar.
-
-----Sem querer abusar da vossa amabilidade podiam-me enviar os vídeos do vosso desfile, para substituir este que não tem a qualidade dos vossos.-
-


.

17 fevereiro 2009

REGRESSO AO HOSPITAL


-----Segunda-feira é dia da minha folga semanal e desta vez, coincidia com a folga do Marito e do Rochita, por isso aproveitamos para um passeio de bike.

.
-----Como foi decidido no fim-de-semana não tive tempo para pensar num trajecto, pelo que a opção foi sacar um trilho já existente na net, num local onde ainda não tínhamos pedalado.
.
-----Assim, levei dois percursos no gps e deixei que eles escolhessem onde queriam pedalar.
.
-----Tendo em conta que este passeio terminou de forma inesperada e mais uma vez quase a correr mal para a minha pessoa, optei por aproveitar a crónica do Márito, para descrever o dia.
-
-----Então foi assim:
.
-----Dia 16FEV2009, foi tempo de passeio de bike, só que no dia anterior ainda não sabíamos para onde íamos.
.
-----Dia de estreia do 2º GPS do VitoKorov (haja pasta...), pelo que a personagem deu-nos duas opções, Chaves ou Serra da Estrela, optamos pela primeira opção.
.
-----O rádio prometia 19º graus no Porto, mas o ponteiro de tempo do carro do Rochinha marcava 3º.
.
-----1º paragem para pastel de carne, sumo e café, sendo que o bombeiro da terra, optou logo pela manha por um Favaios, coisa de gente dura.
-
-----Inicio de percurso no parque da GNR de Boticas, com pequena paragem para comprar o almoço 1 lanche para cada um.
.
-----O trilho de GPS, prometia 50 Km, com grau de dificuldade elevada, 1.700 metros de acumulado, em terreno 95% de terra batida, alguns aceitaram o desafio com o belo do doping.
-
-
-----Sete Km´s feitos primeiro contratempo, furo na minha "Merida", coisa que tem vindo a ser frequente ultimamente, contudo com uma bomba de excelente qualidade, perdemos não mais do que 15 minutos.
-
-----O passeio passou pela fábrica das águas "Carvalhelhos", diga "Carvalhelhos", água de qualidade bastante premiada, com uma área envolvente espectacular, de rara beleza.
- -
-----Paragem para almoço, em terras de ninguém e para lembrar o presidente amigo que foi desenrascar o meu gratificado (Gigantones), tocamos o sino da freguesia.
.
-----Início da subida da Serra do Leiranco, com um ritmo certo, com chegada ao ponto mais alto, pelas 14H00.
.
-----Fotos da praxe, 28 Km's percorridos, sendo que os restantes eram a descer pelo que o passeio estava no papo, puro engano.
-
-----Com um erro de cálculo, Vitorkorov, que tanto Red Bull bebe, não ganhou asas, e malhou de 3/4 metros de altura, sendo que mais uma vez, devido ao "Salapismo" de alguém, bateu com as costas numa pedra.
-
-----Aí meus amigos, estava tudo fodid...
.
-----Os nossos serviços médicos são uma grande MERDA. Passo a explicar:
.
-----Contacto com a polícia que prontamente passou à médica do INEM, atendimento 5 estrelas com esclarecimentos sobre o que fazer de imediato e as precauções a tomar, só que o pior estava para vir, como na área o que estava mais próximo eram os bombeiros, passou a chamada aos mesmos, claro está que tivemos filme.
-
-----O bombeiro que falou ao telefone até que se mostrou simpático, só que depois de esperarmos cerca de 40 minutos pela ambulância, quem é que apareceu????
-
-----O bombeiro do Favaios matinal.
-
-----Características: quase 65 anos de idade, magro e fraquinho e a única companhia que trouxe para buscar o Vitorkorov, foi mesmo o Favaios.

-----É verdade o homem estava sozinho.

-----Primeiras palavras experientes para VitorKorov (como Jesus Cristo a Lázaro), levanta-te e anda para a ambulância.

-----O homem não se conseguia mexer e a besta queria que o mesmo se levantasse, de seguida não sabia tirar a maca da ambulância e para finalizar, sem entrar em todos os detalhes, porque se não escrevia a noite toda, devido a possível lesão na coluna, disse: Eu pego nas pernas, você (Rochinha) pega nos braços e você (Eu) que é mais forte pega pela cintura....

-----O que dizer a isto....

-----Bem ou mal, ou só mal mas com sorte, tiramos o Vitokorov daquele pesadelo e lá foi ele para o Hospital de Chaves.
- -
-----Apesar de um erro de localização (coisa que me é frequente) mas desta vez com a assinatura do Rochinha, fizemos mais 7 Km's que o previsto e voltamos ao mesmo sítio, depois lá conseguimos dar com o caminho e fizemos de longe os 10 Km's mais rápidos que eu fiz de bike até hoje.
.
-----Tudo arrumado, fomos ter com o Vitokorov que felizmente já tinha sido atendido, imagine-se por um médico "Espanhol" lá está a sina do homem e estava tudo bem com ele.
-
-----Uma sandocha e regresso a casa, sem o sentimento de dever cumprido.
-
-----Um dia cheio de peripécias para contar para a posterioridade....
.
ass. MARITO DE MIRAGAIA
.

.
..

video
.


.
. .


....

....

15 fevereiro 2009

TEJO CICLÁVEL

.
.
-----No dia 21 de Junho de 2009, participe no evento da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta, denominado
Travessia da Ponte Vasco da Gama - Tejo Ciclável”.
.
-----
O saldo entre as despesas e as receitas obtidas com as inscrições revertem para Organizações Não Governamentais de Solidariedade Social.
.
-----
Concentração – 7h00
-----Início – 7h30
-----Distância - 79 km
-----Inscrição - 10€ sócios FPCUB
------------------15€ não sócios
-----Nota:
Os participantes previamente inscritos podem juntar-se nas localidades ao longo do percurso.
-
-----Formas de Pagamento:
Envio de cheque à ordem de FPCUB, para Apartado 4031 1501-001 Lisboa;
Transferência bancária para o NIB: 0007.0000.00909800152.23
Depois de efectuar transferência bancária deve enviar comprovativo para a FPCUB.
.
-----Oferta de lembranças de participação, alusivos ao evento (entregues juntamente com os dorsais para participação no secretariado da FPCUB em Lisboa)
.
.
-----Para mais informações visite o sitio da FPCUB
.
.

14 fevereiro 2009

SERRA DA PENEDA

Santuário da Peneda

-----É a quinta maior elevação de Portugal Continental, com 1416 metros de altitude. Situa-se no Alto Minho, nas proximidades de Castro Laboreiro, fazendo parte do sistema montanhoso da Peneda-Gerês.
-----A Serra da Peneda integra-se com as serras do Soajo, a Amarela e a do Gerês, no Parque Nacional da Peneda Gerês, no extremo norte de Portugal.


-----É sempre com prazer que vou pedalar para o Gerês, que considero um paraíso para a pratica de desportos de aventura, especialmente do BTT.

-----Desta forma, não coloquei qualquer problema ao convite do Calhas, para ir pedalar até ao Mezio, depois de uma noite de trabalho e com outra logo a seguir.

-----O passeio teve inicio por volta das 10h00, junto do Centro Hípico do Mezio, uma das portas de entrada no Parque Nacional Peneda Gerês (PNPG).

-----Neste local aconselha-se uma visita ao núcleo megalítico ali existente, um dos mais importantes complexos de arte rupestre pre-histórica do Noroeste Peninsular.
.
-----O aquecimento foi feito a subir a EN202 em direcção à Anta de Mezio, onde entramos à direita num estradão em terra de mato, mais precisamente de pinheiros bravos e silvestres, que desembocava novamente na estrada.
.
------Para não seguir pelo asfalto seguimos por um trilho que uns metros mais-a-frente verificamos que não tinha saída, pelo que a solução foi continuar em frente pelo meio da vegetação baixa, que não sendo silvas deixou-nos as pernas cheias de feridas.
.
-----Uma hora para percorrer qualquer coisa como um quilometro.
.
-----Tivemos de dar a mão à palmatória e regressar ao asfalto, que acabava na localidade de Bostelinhos.
.
-----Antes ainda fizemos uma paragem para o Calhas desmontar os calços dos travões para solucionar uma avaria.
.
-----Em Bostelinhos ficamos um pouco desorientados porque não encontrávamos nenhum caminho para seguir viagem para a próxima localidade, sendo necessário as indicações de uma senhora que se encontrava a guardar o gado no pasto que nós indicou um caminho para seguirmos o nosso objectivo.
.
-----O problema é que era sempre a subir, por uma grande rota de um trilho pedestre, de calçada granítica, devidamente sinalizado, que nos fez carregar as bicicletas o caminho todo, revelando-se uma tarefa herculiana, penosa e muito demorada.
.
-----Ficamos aliviados quando finalmente conseguimos chegar a um estradão ciclável, com algumas partes técnicas, devido as irregularidades do terreno e a quantidade de pedras espalhadas pelo chão e para ajudar à festa era a descer.
.
.
-----Ao longo do percurso fomos encontrando pequenos grupos de garranos, que tornam a paisagem mais bela, mas que infelizmente se encontram ameaçados de extinção (segundo consta).
.
-----Foram 6km sempre a descer que fizeram esquecer o inicio difícil e que acabaram no asfalto, que decidimos seguir para ganhar tempo, apesar de mais à frente serem visíveis outros estradões em terra.
.
-----Foi sempre a descer até a localidade de Sobreira, onde aproveitamos para fazer uma pausa para uma sande. Apesar de estarmos na hora do almoço no café não serviam petiscos, lá nos tivemos de contentar com uma sande de presunto.
.
-----De novo na estrada, pela N304, para percorrer 10km a subir até Portela de Alvito, onde finalmente entramos noutro estradão de terra batida, com uma grande área verde de árvores, entre os 400 e os 500metros de altura.
-
-----Como seria de esperar ao continuar a subir as árvores deram lugar as pedras, próprio das zonas altas, o que não esperávamos é que o trilho estivesse cheio de calhaus, que nos obrigou a carregar/empurrar novamente as bikes, qualquer coisa como três quilómetros, em quase duas horas.
.
-----As dificuldades terminaram quando chegamos à estrada de Santo António, com o ponto mais alto aos 1075mt, junto das eólicas e com 40km.
-
-----Daqui ainda era possível ver neve em alguns montes vizinhos, mas a uma distância considerável para lá irmos.
-----Continuamos por estrada pela localidade de Santo António e por Aveleira, onde optamos por seguir aquele caminho devido ao adiantado da hora.
.
-----Uma constatação evidente é que para estes lados não há rectas planas ou se desce ou sobe-se e em alguns locais as inclinações não são para brincadeiras.
-
-----Assim nada como baixar o andamento, especialmente nas subidas, para chegar ao fim sem dificuldades físicas e longe das cabras (acido láctico, as vulgares caimbras) que ultimamente me tem assolado constantemente devido à falta de treinos.
-
-----Pelo caminho passamos ao lado da bela localidade do Soajo e respectiva serra, com vista panorâmica para o Rio Lima.
..
-----Chegamos ao destino, ou melhor dizendo ao carro, mesmo no limite, pelas 17h55, com com 5h40 de pedaladas e 01h53 de tempo parado.
-
-----O regresso à casa do Calhas em Vila das Donas - Ponte de Lima, foi rápido, só para o deixar ficar e retirar a bike e seguir viagem para o Porto, enquanto não era atacado pelo sono.
-
-----A muito custo recusei o seu convite, para jantar com a sua família, porque ainda queria dormir antes de ir trabalhar.
-
------
-----Mais um passeio bem durinho e a conquistar outra serra, mesmo que tenha andado mais tempo a empurrar e carregar a maquina.
.

.


.

.

.

.

.

http://www.cmav.pt/

.

13 fevereiro 2009

NOVO GPS

-
-----Lá teve de ser!
-
-----Depois de tantos passeios a pedalar com o auxilio precioso do gps, não dava para continuar sem a sua presença no guiador da minha machine.
.
-----Por isso, lá voltei abrir os cordões à bolsa na loja "Patocycles", para adquirir o mesmo modelo, ou seja Garmin Etrex Legend HCX.
.
-

"Agora ninguém se perde por estes lados por culpa do gps".
.

-----Desta vez vou ter de arranjar um bom método para o manter preso ao guiador o que não vai ser fácil, porque uma protecção eficiente fica cara.
-
-----Para já aqui fica a minha brilhante ideia, apesar de pouco pratica além de vistosa.lol
-
-

-----Agradeço que me enviem as vossas sugestões para um sistema de protecção, que de preferência não implique gastos.
.
.

07 fevereiro 2009

SERRA DO MARÃO


.
-----Hoje, voltei a neve, mas desta vez bem acompanhado, sem estradas cortadas ao trânsito, que nos permitiu chegar ao local pretendido e com temperaturas agradáveis, após os últimos dias de chuva.
--
-----Mais uma vez um passeio decidido de um dia para o outro, sem qualquer tipo de planeamento, tendo o destino sido escolhido na base da probabilidade de encontrarmos neve.
.
-----Destino por excelência só na Serra da Estrela, mas devido à distância a escolha evidente foi a SERRA DO MARÃO.
-
-----Apesar da carrinha do Sérgio, transportar várias bicicletas éramos apenas seis cromos com vontade de pedalar na neve.
.
-
-----Pelas 11h30, eu, o Miguel, o Nuno, o Pedro, o Sérgio e o Vitó, arrancamos da Pousada do Marão, tendo o aquecimento sido efectuado pela estrada nacional, a subir em direcção ao alto de Espinho. A seguir passamos por cima do IP4 para um estradão em terra, completamente coberto de neve, com mais de meio metro de altura.
.
. .
-----Rapidamente verificamos que pedalar ia ser uma tarefa impossível, por isso só nos restava palhaçada e "combates de bolas de neve".
.
-
-
-----Mas, para quem já me conhece sabe que não desisto facilmente e lá encontrei uns metros mais a frente um estradão onde era possível circular, nos trilhos deixados à passagem de uns jipes e porque era a descer em direcção ao vale da Campeã.
-
-----Pelo caminho foi vê-los cair, tendo o tombo mais acrobático pertencido ao Vitó devido ao excesso de velocidade. Como verdadeiro português atribuiu o acidente a terceiros "a via estava impedida com outros ciclistas".
-
-----Após a localidade de Viariz da Poça voltamos à estrada nacional 15 e foi sempre a subir até ao alto de Espinho, que se aproximava a hora do almoço.
-
-----Enquanto esperávamos pelo Maluco, comecei a árdua tarefa de construir um mega boneco de neve, que só consegui terminar com ajuda do Vitó.
.
-
-----No final voltou a palhaçada e o MOCHO AO BONECO".
-
-----Pelas 14h30, terminamos o mini passeio de 15km e seguimos em direcção as papas de sarrabulho e feijoada em Amarante.
-
-----Não podia ter sido melhor! Grande diversão!
.
.




.

. IMPORTANTE: Desligue ou reduza o som do Rádio Cotonete, do lado direito do blog para conseguir ouvir a música do vídeo.